A Conferência de Bispos de Lambeth abre a Fase 3 para todos os anglicanos, com foco inicial no discipulado

Por David Paulsen
Postado em maio 30, 2023

Bispos anglicanos de 165 países que participaram da Conferência de Lambeth se reuniram para uma fotografia de grupo em 29 de julho durante a 15ª Conferência de Lambeth realizada de 26 de julho a 8 de agosto na Universidade de Kent em Canterbury. Foto: Neil Turner/Para a Conferência de Lambeth

[Serviço de Notícias Episcopais] Anglicanos de todo o mundo são convidados a se envolver com algumas das mesmas questões que mais de 650 bispos anglicanos contemplaram e discutiram entre si em Conferência de Lambeth do ano passado, começando com o tema do discipulado, como Os materiais da Fase 3 são lançados esta semana no processo Lambeth Calls.

A Conferência de Lambeth dos Bispos Anglicanos normalmente é convocado uma vez por década pelo arcebispo de Canterbury. A 15ª Conferência de Lambeth foi adiada em parte devido à pandemia e ocorreu em fases: a primeira foi uma fase de escuta, na qual os bispos se reuniram online no ano que antecedeu a conferência presencial. Durante a segunda fase, os bispos se reuniram em julho e agosto de 2022 em Canterbury, Inglaterra, para comunhão, estudos bíblicos e para discutir o rascunho do Lambeth Calls em 10 tópicos como práticas de “igreja segura”, relações ecumênicas e inter-religiosas, meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

A Fase 3 se estenderá por três anos até 2025, com um novo tema introduzido a cada três meses. A cada novo lançamento, todos os anglicanos são encorajados a “adicionar sua voz ao chamado”.

“Reunir-se com nossas irmãs e irmãos em todo o mundo para a Conferência de Lambeth em Canterbury no ano passado foi uma celebração maravilhosa de nossa família anglicana global”, disse o arcebispo de Canterbury Justin Welby em declaração por escrito. para o lançamento de 30 de maio do documento Lambeth Calls preenchido. “A Fase 3 trata de construir nossos relacionamentos e conversas, compartilhar os Chamados de Lambeth e convidar uma ampla participação de anglicanos de todo o mundo.”

A parte pública da Fase 3 começou na semana passada com dois webinars conduzidos pelo Arcebispo da América Central Julio Murray, do Panamá, que presidiu o Grupo Diretor da Fase 3 da Conferência de Lambeth.

“Temos um trabalho importante a levar adiante na vida da Comunhão Anglicana”, disse Murray no comunicado à imprensa da Fase 3. “As Chamadas de Lambeth não pretendem ser resoluções ou 'ordens' a serem impostas. Eles estão sendo oferecidos como chamadas ou convites que podem ser explorados juntos de uma forma que fortaleça nossa vida como Comunhão Anglicana”.

Lambeth Calls Webinar

Webinars estão planejados para cada uma das 10 Lambeth Calls. A primeira, sobre o Discipulado de Lambeth Call, foi realizada na semana passada.

A Igreja Episcopal foi representada no grupo diretor por Caroline Bauerschmidt, esposa do bispo do Tennessee, John Bauerschmidt. Ela e cerca de 480 outros cônjuges compareceram à conferência na Inglaterra, embora Welby tenha optado por não convidar vários cônjuges de bispos gays e lésbicas. (O Rev. Justin Holcomb, bispo eleito na Diocese da Flórida Central, também serviu ao Grupo Diretor da Fase 3 como um dos três consultores de recursos.)

A Comunhão Anglicana abrange 165 países e é composta por 42 igrejas autônomas, mas interdependentes, todas com raízes históricas na Igreja da Inglaterra. A Conferência de Lambeth é uma das quatro Instrumentos de comunhão. Os outros são o Conselho Consultivo Anglicano, a Reunião dos Primazes e o arcebispo de Canterbury, conhecido como “foco de unidade”.

O Conselho Consultivo Anglicano, a única estrutura da Comunhão Anglicana que inclui leigos, conheceu em fevereiro de 2023 em Acra, Gana. O próximo Encontro dos Primatas é definido para a primavera de 2024 em Roma, Itália.

No verão passado, bispos de 39 das 42 províncias da Comunhão Anglicana se reuniram na Conferência de Lambeth para examinar algumas das questões mais prementes do mundo, incluindo mudanças climáticas, relações inter-religiosas, atendimento a refugiados e a ameaça de movimentos antidemocráticos.

Os líderes das províncias da Nigéria, Uganda e Ruanda optaram por não enviar seus bispos à conferência, refletindo sua retirada contínua das estruturas da Comunhão Anglicana em protesto contra as posições progressistas de outras províncias sobre a inclusão LGBTQ+, incluindo a Igreja Episcopal.

Outros bispos conservadores do que é conhecido como o Sul Global, onde vive a maioria dos 85 milhões de anglicanos do mundo, particularmente na África e na Ásia, disseram que uma de suas principais prioridades ao participar da Conferência de Lambeth era demonstrar o apoio oficial da maioria ao anti-LGBTQ+ posições sobre o casamento e a sexualidade.

A documento final do Lambeth Calls reflete essas posições, mas não atende à demanda dos bispos do Sul Global por uma declaração clara de oposição às uniões do mesmo sexo – a questão mais divisiva entre os bispos no ano passado em Canterbury.

A Conferência de Lambeth abordou questões de gênero e sexualidade no Lambeth Call on Human Dignity. O documento, além de confrontar as injustiças ligadas ao racismo, colonialismo e pobreza, enfatiza uma resolução da Conferência de Lambeth de 1998 que dizia: “Todas as pessoas batizadas, crentes e fiéis, independentemente da orientação sexual, são membros plenos do Corpo de Cristo. ”

“O preconceito com base no gênero ou na sexualidade ameaça a dignidade humana”, diz o Lambeth Call on Human Dignity. “Há desacordo e pluralidade de pontos de vista sobre a relação entre a dignidade humana e a sexualidade humana. No entanto, experimentamos a salvaguarda da dignidade no aprofundamento do diálogo”.

Os bispos episcopais disseram na conferência do ano passado que foram encorajados pelo reconhecimento de uma pluralidade de pontos de vista. O Lambeth Call on Human Dignity, embora observe que muitas províncias anglicanas se opõem ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, também diz que “outras províncias abençoaram e acolheram a união/casamento entre pessoas do mesmo sexo após cuidadosa reflexão teológica e um processo de discernimento”.

Uma discussão mais ampla da Fase 3 do Lambeth Call on Human Dignity, no entanto, não está programada até o outono de 2024.

O foco atual é o Chamada de Lambeth para o Discipulado. Ele diz, em parte: “Nós, os bispos reunidos na Conferência de Lambeth, nesta Temporada de Discipulado Intencional, nos comprometemos a aprender e aprender novamente o caminho amoroso, libertador e vivificante de Jesus Cristo em todos os aspectos de nossas vidas, por meio de oração, Palavra e sacramento, com a força que Deus dá, para que o nosso seguimento dele seja renovado pelo Espírito Santo e para que o povo das nossas dioceses seja encorajado a fazer o mesmo”.

Vários bispos e outros clérigos e líderes leigos de toda a Comunhão Anglicana participaram dos webinars de 24 e 25 de maio para apresentar a Fase 3 e destacar o Lambeth Call on Discipleship. A Rev. Stephanie Spellers, cânone da Igreja Episcopal para o bispo presidente para evangelismo, reconciliação e cuidado da criação, foi uma convidada no webinar de 24 de maio.

“O discipulado na vida de Cristo é uma jornada contínua de aprendizado”, disse Spellers. “Não é que de repente dominamos o cristianismo e podemos marcar uma caixa e seguir em frente. Nossa tradição diz que estamos constantemente em formação, estamos constantemente nos santificando, estamos constantemente crescendo na estatura completa de Cristo”.

Para participar do Lambeth Calls, todos os anglicanos são convidados a ler o documento sobre o discipulado, aprofundar sua compreensão do chamado, por exemplo, organizando estudos bíblicos em torno desse tema e, em seguida, compartilhar como é o tema em seus contextos locais, por meio de um formulário no site da Lambeth Conference.

O bispo Anthony Poggo, secretário-geral da Comunhão Anglicana, disse durante os webinars que o discipulado era um ótimo lugar para iniciar a discussão dos Chamados de Lambeth.

“A Fase 3 da Conferência de Lambeth é para todos e será uma jornada emocionante, que oferece oportunidades para aprender uns com os outros”, disse ele.

A próximos webinars estão agendadosd para 20 e 21 de setembro para focar na Chamada de Lambeth sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento Sustentável.

– David Paulsen é repórter sênior e editor do Episcopal News Service. Ele pode ser alcançado em dpaulsen@episcopalchurch.org.


Tags