Episcopal Pulse recruta 1,000 entrevistados para mini-pesquisas sobre questões urgentes da igreja

Por David Paulsen
4 de março de 2022

NOTA DO EDITOR: O repórter David Paulsen foi voluntário no painel consultivo que ajudou a sugerir algumas das perguntas que o Episcopal Pulse está usando em sua primeira rodada de pesquisas.

[Serviço de Notícias Episcopais] E se os episcopais e os líderes episcopais pudessem obter dados sobre o estado da igreja e suas congregações quase em tempo real, enquanto lidam com alguns dos maiores desafios do dia, desde navegar na pandemia até enfrentar a injustiça racial?

Essa é a ideia por trás do Episcopal Pulse, um experimento de mini-pesquisa apoiado por Laboratório Experimental TryTank e desenvolvido pelo Projeto FéX. Eles lançaram as pesquisas em janeiro com mais de 1,000 pessoas recebendo perguntas semanais por e-mail. Os desenvolvedores foram encorajados pela taxa de resposta inicial; cerca de 500 a 600 participantes estão respondendo às perguntas a cada semana.

"Isso é uma coisa crucial para se fazer", disse o reverendo Ken Howard, diretor executivo e fundador da FaithX, uma empresa de consultoria sem fins lucrativos. “A igreja é terrivelmente prejudicada por seu ponto de vista tradicionalista sobre as coisas. Não gostamos muito de mudanças e não somos muito ágeis.”

Como o próprio nome sugere, o Episcopal Pulse visa medir regularmente o pulso da igreja. Suas pesquisas são projetadas para não levar mais de dois minutos para serem concluídas e geralmente são centradas em uma única pergunta, mas ainda produzem pedaços de dados e análises estatisticamente significativos – em uma fração do tempo e esforço que seriam necessários para realizar grandes agências de pesquisa. pesquisas mais robustas.

A primeira pergunta da pesquisa, lançada em 31 de janeiro, perguntou aos entrevistados: “Em que áreas da vida congregacional você está encontrando sucesso? Em que áreas da vida congregacional você está lutando?” Adoração e espiritualidade estavam entre os principais sucessos identificados pelos entrevistados. Eles disseram que lutaram mais com o evangelismo.

“E se pudéssemos pensar no evangelismo não como pressionar alguém a se converter, mas simplesmente como viver nosso relacionamento com Jesus em voz alta entre nossos vizinhos”, FaithX disse em uma análise online dos dados. “Se o fizéssemos, poderíamos ter um pouco mais de tração no departamento de evangelismo.”

Esse tipo de feedback instantâneo é cada vez mais valioso, pois a Igreja Episcopal olha para o futuro após dois anos de interrupção pandêmica, disse Howard ao Episcopal News Service. “Pensamos que, se pudermos começar a fazer as pessoas se basearem em dados, ter um senso de realidade nas decisões que estão tomando – em vez de fazê-lo em um nível intuitivo, uma intuição ou com base em seus próprios preconceitos – que pode ser uma melhoria real.”

TryTank, uma iniciativa conjunta entre Virginia Theological Seminary e General Theological Seminary, investiu US$ 7,500 no experimento, para contratar FaithX e recrutar um desenvolvedor web adicional. A partir de 2021, FaithX recrutou voluntários que seriam uma seção transversal demográfica representativa da Igreja Episcopal. O grupo tende a se inclinar mais para o clero ordenado, mas também inclui leigos, bem como pessoas envolvidas na Igreja Episcopal nos níveis paroquial, diocesano e da igreja.

Qualquer pessoa interessada em se tornar um respondente da pesquisa pode aplicar on-line. TryTank e FaithX estão compartilhando alguns dos dados dentro de seus próprios círculos, mas ainda não divulgam os resultados do Episcopal Pulse de forma mais ampla, em parte porque as pesquisas ainda são um trabalho em andamento.

“Tem sido uma verdadeira experiência de aprendizado”, disse Howard. “Tivemos algumas coisas que tivemos que ajustar.”

Um exemplo foi a segunda pesquisa do Pulso Episcopal. Inicialmente, perguntou aos entrevistados o que eles esperavam que fosse a participação no culto presencial após o término da pandemia. O FaithX cancelou essa pesquisa no meio da aceitação de respostas, para que pudesse seguir com uma pesquisa modificada na semana seguinte que emparelhava a pergunta de atendimento presencial com uma pergunta sobre tendências de culto online.

Essa pesquisa recebeu 558 respostas e sugere que os episcopais estão um pouco otimistas sobre o futuro do culto presencial, com 86% prevendo o retorno de pelo menos a maioria dos paroquianos. A questão do culto online gerou resultados inversos, com 77% dos entrevistados prevendo que o atendimento online será reduzido pelo menos pela metade quando as pessoas puderem cultuar pessoalmente novamente sem se preocupar com a pandemia.

“Isso é muito otimista” para o culto presencial, Howard perguntou à ENS, “e o culto online é muito pessimista?” Algumas pessoas em toda a igreja podem estar “ignorando o culto online como uma atividade real contínua que tem pontos evangelísticos e de alcance positivos”, disse ele.

Os entrevistados pareciam oferecer uma visão mais pessimista da diversidade e inclusão nas congregações episcopais. Na terceira pesquisa, eles foram questionados sobre a lacuna entre suas congregações e a demografia da comunidade em geral. O resultado: 95% disseram que “alguns” ou “muitos” dos grupos encontrados em suas comunidades não estavam tão bem representados em suas congregações.

“Não achávamos que [a diferença percebida] seria tão alta”, disse Howard.

O culto online das congregações e a falta de diversidade são tópicos que provavelmente serão explorados ainda mais nas perguntas de acompanhamento. Esse é outro benefício antecipado das mini-pesquisas da Episcopal Pulse. Os resultados mais recentes podem orientar investigações futuras, às vezes em cima da hora, se a igreja precisar de dados rápidos sobre um assunto urgente.

Esta fase de teste das pesquisas Episcopal Pulse está programada para durar de seis a nove meses, até que o FaithX “resolva todos os bugs”, disse Howard. Depois disso, o TryTank espera lançá-lo mais amplamente como um recurso para toda a igreja.

- David Paulsen é editor e repórter do Episcopal News Service. Ele pode ser encontrado em dpaulsen@episcopalchurch.org.


Tags