Vídeo: Stephanie Spellers prega na Eucaristia de Abertura do EYE14

Escritório da Igreja Episcopal de Relações Públicas
Postado Jul 10, 2014

A Rev. Canon Stephanie Spellers, cônego para vitalidade missional na Diocese de Long Island, prega em 10 de julho durante a Eucaristia de Abertura no Evento Episcopal da Juventude de 2014, reunido no campus de Villanova University perto da Filadélfia, Pensilvânia.

Segue o texto completo do sermão.


Eu tenho um rio de vida fluindo de mim.
Faz o coxo andar e o cego ver.
Abre as portas da prisão, liberta os cativos.
Eu tenho um rio de vida fluindo de mim.

Juventude episcopal. Tenho duas coisas para te dizer:
Em primeiro lugar, você é linda!
Suas cores, energia e amor. Pude sentir tudo em seus posts no Facebook e Twitter.
Pude sentir isso quando me encontrei com minha equipe da Diocese de Long Island (o quê!).
E eu vejo isso esta manhã com força total. Você é lindo.

A segunda coisa que tenho a dizer a você é: onde você esteve toda a minha vida?
Quero dizer. Não fui batizado até os 28 anos.
Quando eu tinha a sua idade,
Eu não sabia que cristãos como você ou uma igreja como esta existia.
Eu estava morando em Knoxville, TN, e estava fugindo dos Cristãos.

Para mim, o cristianismo era igual a intolerância.
Cristianismo significa fogo do inferno e julgamento.
Os cristãos eram meus colegas de classe na Bearden High School que entraram na escola com uma lista de pecadores que eles precisavam converter, e eu sempre fui um alvo.

Foram os cristãos que fizeram minha mãe se sentir culpada por criar a mim e a meu irmão sozinha.

Foram os cristãos que expulsaram meu melhor amigo Wil de casa quando ele saiu do armário.

Oh, eu queria Deus. Eu tinha tantas perguntas espirituais interessantes e um profundo anseio por comunidade e esperança. Mas Igreja, Cristãos, Jesus - eles eram para outra pessoa, não para mim.

Deus, eu gostaria de ter conhecido jovens como você e uma igreja como esta.
Eu gostaria que alguém tivesse me envolvido em uma conversa genuína sobre Deus, não para me dizer todas as respostas ou me salvar do inferno, mas para que pudéssemos nos perguntar e lutar e amar a Deus e amar o mundo de Deus.
Eu gostaria que alguém tivesse me falado sobre Jesus que saiu orando, ensinando, curando e orando e pregando e libertando as pessoas.

Não posso voltar no tempo até 1987 e rastrear a juventude episcopal no Tennessee (vocês estão aqui ??). Mas posso abrir este evento episcopal da juventude com uma chamada.

Por favor, em nome de todos os jovens que hoje caminham, jovens do Tennessee, de Nova York, do estado de Washington, do Texas, da Flórida, de Honduras, de toda a América e não só, que atendam ao apelo. Conte a história do Deus que você conheceu nesta igreja. Encontre sua voz, sinta esse amor e, em seguida, espalhe-o.

Talvez você esteja esperando que o clero e os guardas e os bispos ou o Conselho Diocesano ou a Convenção Geral se apresentem e saiam em missão. Bem, eu tenho que te dizer. Eu estive em muitas reuniões da Igreja Episcopal. Estou apostando meu dinheiro em você.

Olhando para você, não vejo pessoas que precisam esperar que outra pessoa conte a história ou transforme a igreja e o mundo. Quando eu olho para você, vejo mais de 1,000 líderes episcopais que foram dotados pelo Espírito para fazer algo incrível acontecer para Deus agora.

Quando eu olho para você, vejo Samuel. Ele era um menino, mais jovem do que qualquer um de vocês, mas Deus o escolheu para transmitir uma palavra nova ao povo.

Quando Deus deu um tapinha no ombro de Samuel, ele disse: “Hã? Quem era aquele?" Deus disse: “Samuel, está na hora. Seja meu profeta. Fale minha palavra. ” Samuel ficou perplexo. Ele não teve o treinamento certo. Ele não tinha ido ao seminário ou lido as pesquisas mais recentes. Mas quando Deus o convocou, ele disse "Sim, Senhor." …

Quando olho para você, vejo o menino na história da alimentação de 5,000. Agora, o evangelho de hoje não o menciona, mas no relato de João sobre esse evento, ele está bem na frente. É assim.

Milhares se reuniram, era tarde e as pessoas estavam ficando com fome e inquietas.
Como sempre, os discípulos ficaram assustados. Mas um menino veio até André, puxou seu manto e disse:
“Eu tenho cinco pães de cevada e dois peixes. Por que você não vê o que Jesus pode fazer com isso. ”
O presente daquele menino desencadeou um milagre. Jesus alimentou multidões, porque este menino sentiu o chamado,
olhou para sua mochila e disse: “Sim. Eu não tenho muito. Mas se você vai fazer algo neste mundo, bem Jesus, deixe começar comigo. ”

Agora mesmo, Deus quer fazer algo em nossas comunidades, em nossa igreja episcopal, neste mundo - e isso começa com você. Por que não deveria? Os jovens são sempre os pioneiros.

Quando sua igreja organiza uma viagem missionária, quem eles enviam? A juventude.
Quando as igrejas se conectam através das linhas culturais, quem se encontra primeiro? A juventude.

Quando é hora de descobrir novas formas de adoração que envolvem nosso corpo, nossa mente e nosso espírito, quem tenta primeiro? A juventude.

Sempre que corremos riscos pelo bem do evangelho, quem geralmente é o primeiro da fila? A juventude!

Então, eu gostaria de fazer uma proposta, especialmente enquanto temos um palco cheio de bispos e do Presidente da Câmara dos Deputados aqui atrás. Temos ótimos programas para jovens na Igreja Episcopal, onde adultos ensinam e formam jovens. Eu acho que é hora de algum mentoring reverso? Nós, élderes, podemos nutrir e ensinar, mas, francamente, podemos usar sua sabedoria e experiência na fronteira da missão.

Precisamos que você nos diga como é viver em um mundo confuso, onde as pessoas se conectam, aprendem e amam através de todos os tipos de fronteiras. Precisamos de você para nos ajudar a navegar em um mundo confuso onde o Cristianismo não está no topo.

Precisamos que você nos mostre quais peixes e pães você tem em sua mochila. Então, juntos, podemos criar caminhos para que você possa se tornar os profetas, mensageiros e líderes que Deus chamou para este momento.

E não pense por um momento que você não tem o que é preciso. Lembre-se da música que cantamos no início:

Eu tenho um rio de vida fluindo de mim.
Faz o coxo andar e o cego ver.
Abre as portas da prisão, liberta os cativos.
Eu tenho um rio de vida fluindo de mim.

Você tem aquele rio fluindo de você.
Você pode suportar a cura de Cristo. Você pode falar a verdade dele. Você pode compartilhar seu amor.
Seus colegas precisam de você. Sua igreja precisa disso de você.
Juventude Episcopal, é hora de você trazê-lo.

Que a diversão, a oração, as canções e a comunidade que você compartilha nestes dias sejam como combustível de foguete em seu tanque, impulsionando-os a serem os missionários que são.

Compartilhe boas notícias com as comunidades ao seu redor. Ensine e leve esta adorável velha Igreja Episcopal a lugares que nos aterrorizam.

Vocês são nossos profetas.
Seus cinco pães e dois peixes vão alimentar multidões.
Seus dons vão desencadear milagres.

Sejam abençoados e convocados, Jovens Episcopais.
Certamente é hora de trazê-lo.

Foto: Mary Frances Schjonberg / ENS

Foto: Mary Frances Schjonberg / ENS


Tags