Declaração do Bispo sobre a carta pastoral e diretiva do Bispo William Love

Escritório da Igreja Episcopal de Relações Públicas
Postado em 12 de novembro de 2018

O Bispo Presidente da Igreja Episcopal, Michael Curry, emitiu a seguinte declaração:

Li a recente declaração do Bispo Bill Love, da Diocese de Albany, e estou ciente da profunda mágoa em todos os lados das questões que aborda. Tenho conversado e continuarei conversando com o bispo Love sobre esse assunto. Junto com outros líderes da Igreja Episcopal, estou avaliando as implicações da declaração e farei determinações sobre as ações apropriadas em breve.

Estamos comprometidos com o princípio de acesso pleno e igualitário e inclusão nos sacramentos para todos os filhos batizados de Deus, incluindo nossos irmãos LGBTQ. Pois, como nos lembra São Paulo em Gálatas 3, “em Cristo Jesus todos sois filhos de Deus pela fé. Todos vocês que foram batizados em Cristo, vestiram-se com Cristo. Não há mais judeu ou grego, não há mais escravo ou livre, não há mais homem e mulher; porque todos vocês são um em Cristo Jesus ”.

Como membros do Corpo de Cristo (1 Cor 12), também estamos comprometidos em respeitar a consciência daqueles que têm opiniões diferentes da política oficial da Igreja Episcopal em relação ao sacramento do casamento. Deve-se notar que os cânones da Igreja Episcopal dão autoridade a todos os membros do clero para se recusarem a oficiar um casamento por razões de consciência, e a Resolução B012 dos 79th A Convenção Geral não muda este fato.

Em todas as questões, aqueles de nós que fizeram votos de obedecer à doutrina, disciplina e culto da Igreja Episcopal devem agir de forma a refletir e apoiar o discernimento e as decisões da Convenção Geral da Igreja.

Peço as orações de todos na Igreja neste momento, à medida que avançamos.

O Reverendíssimo Michael B. Curry
Bispo Presidente e Primaz


Tags