O Bispo Presidente impõe outra restrição parcial ao Bispo J. Jon Bruno

'É minha esperança que esta ação ajude a facilitar passos positivos em direção à resolução e reconciliação ”, disse Curry.

Postado em agosto 1, 2017

[Escritório de Relações Públicas da Igreja Episcopal] O Bispo Presidente Michael B. Curry emitiu uma Restrição Parcial Adicional de Ministério ao Bispo Jon Bruno da Diocese de Los Angeles.

Assinado hoje [agosto 1] pelo Bispo Presidente, a Restrição Parcial Adicional entra em vigor imediatamente e tem como objetivo proteger a integridade do processo disciplinar da Igreja até que seja concluído e também permitir que a Diocese de Los Angeles sob sua nova liderança avance, mesmo enquanto o processo disciplinar com o Bispo Bruno continua, conforme explica o Bispo Presidente

A Restrição Parcial Adicional traça um caminho a seguir que esclarece e respeita a função e autoridade apropriadas do Bispo Coadjutor e do Comitê Permanente, bem como o Painel de Audiência e o processo do Título IV.

“É minha esperança que esta ação ajude a facilitar passos positivos em direção à resolução e reconciliação”, disse o Bispo Presidente.

A Restrição Parcial Adicional remove a jurisdição do Bispo Bruno sobre todos os assuntos relacionados aos bens pessoais e reais de São Tiago, à congregação e ao vigário.

Reconhecendo que o Bispo Bruno não está em posição de exercer a supervisão pastoral de São Tiago, transfere a supervisão pastoral e jurisdição para o Bispo Coadjutor, com o Comitê Permanente funcionando em sua capacidade canônica padrão.

Acima de tudo, “O objetivo é criar espaço para que o Bispo Coadjutor e o Comitê Permanente, a) exerçam seus respectivos ministérios de cura e reconciliação dentro da diocese, e, b) busquem resolver o conflito e determinar a disposição de todos os assuntos relacionados com a propriedade, congregação e Vigário, que é o domínio próprio de suas respectivas autoridades e responsabilidades como líderes da Diocese, ”

A Restrição Parcial Adicional expande a "Restrição Parcial sobre o Ministério de um Bispo" imposta pelo Bispo Presidente em 29 de junho. (Ver Aqui.)

O texto da Restrição Parcial Adicional segue:

Restrição parcial adicional no Ministério da Rt. Rev. J. Jon Bruno,
Bispo da Diocese de Los Angeles

Em 28 de junho de 2017, emiti uma Restrição Parcial ao Ministério da Rota. Rev. J. Jon Bruno, Bispo da Diocese de Los Angeles, decorrente de ações do Bispo Bruno que, em minha opinião, podem ameaçar a boa ordem e o bem-estar da Igreja. Conforme explicado naquele despacho, fiquei sabendo que, no início deste ano, o bispo Bruno celebrou um contrato de venda de um imóvel (o “imóvel São Tiago”), que tem um papel importante em uma questão disciplinar agora pendente nos termos do Título IV dos Cânones da Igreja Episcopal, na qual Dom Bruno é o Requerido. De acordo com as alegações do Bispo Bruno nessa questão disciplinar, o contrato de venda da propriedade St. James fixou a data de encerramento em 3 de julho de 2017.

As ações e intenções do Bispo Bruno em relação a uma tentativa anterior de venda da propriedade St. James estão atualmente sob revisão na questão disciplinar pendente. Continuo profundamente preocupado com o fato de que seu ato de firmar um novo contrato de venda da mesma propriedade, embora sua abordagem da venda anterior ainda esteja em revisão, continue a ter o potencial de minar a integridade do processo disciplinar da Igreja. Observei que o sigilo com o qual o recente contrato de venda foi realizado aumentou o potencial de minar a integridade do processo disciplinar da Igreja.

O Painel de Audiências do Título IV com jurisdição sobre este assunto já emitiu sua ordem proposta. Minha revisão da ordem e as conclusões factuais que a embasam, bem como minha compreensão independente das relações profundamente prejudicadas entre as respectivas partes, levaram-me a ter preocupações adicionais sobre o exercício do Bispo Bruno de qualquer aspecto de sua autoridade episcopal sobre o Santo. Congregação de Tiago, seu “Vigário”, ou propriedade real e pessoal de São Tiago, durante a pendência deste assunto no processo do Título IV. Na minha opinião, qualquer exercício de autoridade mais geral pelo Bispo Bruno sobre a congregação de St. James enquanto a questão do Título IV estiver pendente, incluindo através de um processo de apelação provavelmente prolongado quando qualquer suspensão ou outra ordem disciplinar não estiver em vigor, pode ameaçar o boa ordem e bem-estar da Igreja.

Portanto, conforme estabelecido mais especificamente abaixo, eu decidi restringir toda a autoridade do Bispo Bruno sobre a congregação de São Tiago até que o processo do Título IV seja finalmente resolvido, removendo-o assim de todos os processos diocesanos e decisões envolvendo São Tiago. O objetivo é criar espaço para que o Bispo Coadjutor e o Comitê Permanente, a) exerçam seus respectivos ministérios de cura e reconciliação dentro da diocese, e, b) busquem resolver o conflito e determinar a disposição de todos os assuntos relacionados aos bens, congregação e Vigário, que são o domínio próprio da respetiva autoridade e responsabilidade de dirigentes diocesanos. Com essa restrição em vigor, exorto a liderança diocesana a avançar vigorosamente em direção à reconciliação em prol do ministério do Evangelho.

Consequentemente, a fim de proteger ainda mais a integridade do processo disciplinar da Igreja e o ministério da Diocese em relação a todas as pessoas com um interesse genuíno na questão disciplinar pendente e, assim, continuar a proteger a boa ordem e o bem-estar da Igreja, por meio deste, de acordo com os Cânones IV.7 (3), (4) e IV.17 (2), coloque a seguinte restrição parcial adicional ao exercício do ministério do Bispo Bruno até que a questão pendente do Título IV tenha sido finalmente resolvida:

Durante o período de restrição, o Bispo Bruno, agindo individualmente, ou como Bispo Diocesano, ou como Pessoa Jurídica, ou em qualquer outra capacidade, está proibido de exercer qualquer autoridade ou jurisdição episcopal, secular, temporal, pastoral ou eclesiástica, em relação a de qualquer forma, qualquer propriedade real ou pessoal de St. James, a congregação que anteriormente cultuava naquela propriedade, bem como aqueles que desde então se juntaram como membros, e a Rev. Cynthia E. Voorhees, comumente referida como o "Vigário" da congregação.

Esta restrição entra em vigor imediatamente. Este documento será entregue ao Bispo Bruno hoje e deverá informá-lo de seu direito de ter quaisquer objeções a esta restrição ouvidas de acordo com o Cânon IV.7.

(O Rev.) Michael Bruce Curry
XXVII Bispo Presidente da Igreja Episcopal


Tags