Encontrado na tradução

Uma jornada no Japão com voluntários do Young Adult Service Corps

Por David Copley
Postado 18 de abril de 2013

[Escritório da Igreja Episcopal para Parcerias Globais] Katie Young, Doug e Jenny Knight são três voluntários do Young Adult Service Corps da Igreja Episcopal trabalhando no Japão este ano e eu os conheci em Tóquio a caminho de participar da segunda Conferência Anglicana pela Paz em Okinawa. Também pude encontrar o irmão mais velho de Katie, Mike, e sua esposa Natalie. Mike já havia servido como voluntário do YASC no Japão alguns anos antes, então o serviço missionário é executado em sua família.

Só pudemos passar um dia juntos, mas foi uma aventura transcultural maravilhosa para todo o grupo. Depois de quase dois anos no Japão, as habilidades linguísticas de Katie eram impressionantes, então ela foi nossa intérprete durante a maior parte do dia, embora frequentemente precisássemos de um esforço em grupo para nos orientarmos no metrô. Caminhamos, conversamos, andamos de barco cisne no parque e jantamos com o auxílio de “cardápios ilustrados”. Meu dia começou sozinho em uma lanchonete local, onde indiquei o que queria comer; a garçonete falou comigo em japonês, eu falei com ela em inglês, ambas sabendo que a outra não entendia uma palavra, mas de alguma forma nós duas conseguimos entender o recado. Ao longo do dia, todos nós comunicamos com alegria nosso caminho por Tóquio, compartilhando histórias sobre as alegrias e os desafios da vida em outra cultura.

Doug e Jenny trabalham no Instituto Rural Asiático (ARI), onde estudantes de todo o mundo vêm para aprender agricultura sustentável. A língua comum é o inglês, falado de maneiras diferenciadas e com muitos sotaques por pessoas do Japão, Mianmar, Libéria, Filipinas e uma dúzia de outros países. Todos reunidos pelo desejo de aprender novas técnicas agrícolas.
Katie tem ensinado inglês para crianças pequenas e apoiado o trabalho da Igreja Anglicana Japonesa em seus esforços de socorro após o terremoto e o tsunami dois anos atrás, em um programa chamado “Let us Walk Together”.

Todos eles escrevem sobre suas jornadas em seus blogs, que podem ser encontrados em http://thatwemayservetogether.blogspot.jp e http://peaceloverice.blogspot.jp

Agora estou em Okinawa com anglicanos do Canadá, Austrália, Inglaterra, Coréia e Japão. Recentemente, em um pequeno grupo, ouvi uma conversa em japonês, que foi traduzida para o coreano e depois para o inglês. Nos últimos dias, aprendemos sobre a dor da guerra vivida pelo povo de Okinawa e ouvimos os desejos mútuos de reconciliação e paz.

Durante esta viagem, fui constantemente lembrado de que, embora ser capaz de falar outro idioma é importante para obter uma compreensão mais profunda de uma cultura, o desejo de se relacionar, de ouvir as histórias uns dos outros, de rir e chorar juntos, de compartilhar cada um as alegrias e tristezas dos outros são muito mais importantes. Quer estejamos trabalhando por um ano no exterior com o programa YASC, ou participando de uma conferência missionária anglicana sobre paz, é quando compartilhamos nossas experiências de vida aberta e honestamente que experimentamos a presença de Cristo no outro e encontramos o amor de Deus. que está oculto na tradução da palavra falada.

- O Rev. David Copley é o oficial do pessoal da missão da Igreja Episcopal e líder da equipe para parcerias globais.


Tags