Reunião da Casa Episcopal dos Bispos aceita declaração sobre assédio sexual, preconceito de gênero

Escritório da Igreja Episcopal de Relações Públicas
7 de março de 2018

A Casa dos Bispos da Igreja Episcopal está se reunindo em retiro no Camp Allen em Navasota, Texas. Durante a sessão de 7 de março, os bispos aceitaram por unanimidade a seguinte declaração sobre assédio sexual, violência de gênero e preconceito e desigualdade de gênero.


Esta é a primeira vez que a Casa dos Bispos se reúne como um corpo desde que o movimento #MeToo começou no outono passado, trazendo à luz a realidade do assédio sexual, violência baseada em gênero e o reduto cultural do preconceito e da desigualdade de gênero. Continuamos nosso próprio trabalho de reconciliação dentro de nosso ramo da Igreja de Deus, honrando o que aprendemos e realizamos, bem como reconhecendo a distância que ainda devemos percorrer. Reconciliação é a longa obra de cura oferecida pelo Espírito, tornada possível pela graça, que requer nosso dizer a verdade e arrependimento.

Muitos de nós sofremos assédio sexual e talvez violência sexual. Os bispos que são mulheres conhecem a experiência do “eu também”. Alguns bispos que são homens também sabem disso. Vivemos com diferentes experiências de dotação cultural de poder. Sabemos que a Igreja deixou de cumprir nossa responsabilidade de ouvir e responder. Nesta época de maior consciência, é com maior intenção que agora convidamos a igreja a um exame mais profundo do que Deus pretende para nossos relacionamentos. 

Este trabalho exigirá coragem. Enquanto muitas mulheres e homens corajosamente se apresentam para falar a verdade de sua experiência, homens e mulheres corajosos ouvirão, se for o caso, se arrependerão e assumirão um papel ativo na reparação do quebrantamento, trabalhando para mudar a cultura de nossa igreja. 

Ofereceremos um processo de escuta em uma reunião aberta na Convenção Geral para ouvir mais amplamente as histórias de pessoas que foram vítimas de assédio sexual e violência na igreja. A data e a hora são 4 de julho, das 5:15 às 7:00, no espaço de reunião da convenção da Casa dos Bispos. O desenho deste processo está sendo desenvolvido. Mais detalhes serão publicados nas redes sociais e nos meios de comunicação episcopais.

Juntos, mulheres e homens podem formar parcerias para a reconciliação. Buscamos uma vida mais fiel, justa e santa juntos. Acolhemos a obra renovadora do Espírito entre nós, à medida que buscamos fielmente andar no caminho de Jesus.

Casa dos Bispos, primavera de 2018

A reunião da Casa dos Bispos recomeça na quinta-feira, 8 de março, começando com a Eucaristia.


Tags