O bispo presidente da ELCA chama Mandela de 'valente defensor da justiça'

Postado em 6 de dezembro de 2013

[Igreja Evangélica Luterana na América] A Rev. Elizabeth A. Eaton, bispo presidente da Igreja Evangélica Luterana na América (ELCA), está se juntando aos membros desta igreja e "todas as pessoas de boa vontade em todo o mundo" na manhã do falecimento do ex-presidente da África do Sul, Nelson Rolihlahla Mandela .

Eaton disse que Mandela “foi um dos maiores líderes de nossa geração, um valente defensor da justiça para todos, mas especialmente contra a discriminação racial de qualquer tipo. Sua longa luta contra a supremacia branca - mais tarde codificada como apartheid - serviu de inspiração para muitos, seja na África do Sul ou muito além ”.

Mandela foi criado como um metodista, que ensinou a Bíblia durante seus dias de estudante. O apoio à luta pela igualdade racial, que Mandela liderou durante seus 27 anos de prisão, veio de muitas das igrejas na África do Sul e, eventualmente, de igrejas ao redor do mundo, principalmente por meio do Programa do Conselho Mundial de Igrejas para Combater o Racismo.

“Os valores cristãos de Mandela de amor e perdão foram novamente evidentes quando, como presidente do primeiro governo multirracial de sua nação na década de 1990, ele supervisionou a formação e implementação da Comissão de Verdade e Reconciliação, que investigou crimes cometidos por ambos os regimes liderados por Afrikaner e o Congresso Nacional Africano durante a luta anti-apartheid ”, disse Eaton.

Os esforços de Mandela para acabar com a pobreza e outras formas de desigualdade unem sociedades racialmente divididas e restauram a dignidade dos oprimidos também foram marcas de sua liderança, disse Eaton, acrescentando que os valores que Mandela incorporou devem continuar a ser imitados.

“Nossas orações vão para sua família e muitos amigos que sentirão falta de seu sorriso caloroso, de sua mão estendida para ex-adversários e de seus muitos atos de coragem pessoal”, disse ela.


Tags