O bispo presidente junta-se aos líderes cristãos em carta a Biden, pedindo cessar-fogo em Gaza

Postado em 13 de novembro de 2023

[Igrejas pela Paz no Oriente Médio] Em um artigo do Carta de 9 de novembro ao presidente Joe Biden, Igrejas pela Paz no Médio Oriente e trinta líderes cristãos americanos apelaram a Biden e à sua administração para apoiarem um cessar-fogo imediato, uma desescalada e uma contenção por parte de todos os envolvidos. A carta está abaixo.


Prezado Presidente Biden:

Nós, os chefes de igrejas, denominações e organizações baseadas em igrejas nos Estados Unidos, continuamos profundamente entristecidos com a violência que já dura mais de um mês entre o Hamas e Israel. Condenamos os ataques brutais do Hamas em 7 de Outubro, que causaram a perda de vidas de quase 1,400 israelitas e cidadãos de outras nações, e apelamos à libertação imediata de todos os civis mantidos reféns. A horrível violência do Hamas não justifica mais violência contra civis palestinianos.

Condenamos a punição colectiva imposta aos mais de 2.2 milhões de palestinianos que vivem em Gaza quando, em 8 de Outubro, o governo israelita cortou água, gás e eletricidade, e todos os bens e suprimentos para o território, colocando ainda mais pressão sobre uma comunidade que já sofre com uma crise humanitária que está em formação há mais de uma década. Condenamos ainda o bombardeamento aéreo em grande escala e a invasão terrestre de Israel, que continuam a ter um impacto indiscriminado e tragicamente desproporcional sobre os civis. A partir de 6 de Novembro, a implacável acção de Israel ataque militar matou mais de 10 mil palestinos em Gaza, incluindo mais de quatro mil crianças, e também incluiu a destruição de hospitais, igrejas, mesquitas, centros culturais e outras infra-estruturas civis em toda Gaza. As vidas de todas as pessoas, sejam elas israelitas ou palestinianas, devem ser protegidas.

As acções do Hamas e a resposta do Governo de Israel em Gaza não promovem de forma alguma a paz. Em vez disso, causaram perdas de vidas e muitos danos, sofrimento e devastação, não só aos indivíduos afectados, mas também à causa legítima do povo palestiniano na procura do fim da ocupação de décadas e do bloqueio da Faixa de Gaza. .

Unimo-nos aos Patriarcas e Chefes de Igrejas em Jerusalém no apelo à comunidade internacional para que aplique protecções imediatas em Gaza para santuários de refúgio, como hospitais, escolas e locais de culto. Tal como informa o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA), actualmente não existem locais seguros em Gaza, uma vez que mais de 1.5 milhão de palestinos foram deslocados à força das suas casas e comunidades, muitos dos quais já são refugiados. Também nos solidarizamos com os líderes da Igreja de Jerusalém, partilhando as suas preocupações reais, que são anteriores aos acontecimentos do mês passado, sobre a sustentabilidade do Cristianismo e de todas as tradições religiosas na Terra Santa.

É necessária uma liderança forte dos Estados Unidos neste momento. Apelamos a si, Presidente Biden, e à sua administração para que apoiem um cessar-fogo imediato, uma desescalada e uma contenção por parte de todos os envolvidos. Fizemos os mesmos pedidos ao Congresso. Todos os esforços, incluindo os bilaterais e multilaterais, devem ser feitos para que esta guerra termine rapidamente.

Imploramos à sua administração que não ignore a crescente crise humanitária catastrófica em Gaza e que exija acesso imediato e adequado e a satisfação das necessidades humanitárias. Muito mais alimentos, água, medicamentos, electricidade e combustível do que os actualmente fornecidos devem chegar agora a toda a população de Gaza.

Apoiamos ainda a desmilitarização do conflito, em vez de fornecer ajuda militar adicional ou armas a Israel neste momento. Os EUA já enviam 3.8 mil milhões de dólares por ano em assistência militar a Israel, para a qual, efectivamente, os EUA não impuseram consequências para as suas graves violações dos direitos humanos, conforme exigido pelas leis dos EUA. A ajuda militar adicional apenas prolongará a ofensiva de Israel, conduzirá a mais mortes de civis palestinianos e provavelmente não estará sujeita a qualquer responsabilização. Por favor, façam todo o possível para desmilitarizar o conflito e apelar a um cessar-fogo.

Apelamos a que pressione todas as partes para que cumpram as Convenções de Genebra e o direito internacional consuetudinário e para que a punição colectiva imposta aos civis em Gaza acabe. As atrocidades contra civis nunca são justificadas. Apelamos à tomada de medidas para garantir a libertação imediata de todos os civis mantidos como reféns e garantir a protecção internacional de todos os civis.

Ao concentrar-se em Gaza, também instamos a sua administração a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para garantir a responsabilização dos colonos na Cisjordânia que estão a aproveitar esta oportunidade para atacar os palestinianos e confiscar ilegalmente ainda mais terras palestinianas através de meios violentos. Numerosos palestinianos na Cisjordânia foram baleados desde 7 de Outubro com armas emitidas pelo governo israelita.

Pedimos que você reconheça que o raiz dos problemas O sofrimento deve ser abordado para que, quando esta crise actual terminar, não assistamos a um regresso a um status quo insustentável. Não é suficiente parar os combates actuais.

A paz com justiça é a única solução duradoura que protegerá a segurança e a sustentabilidade a longo prazo do Estado de Israel e a autodeterminação e independência dos palestinianos. Os Estados Unidos devem demonstrar o seu compromisso com a protecção de toda a vida humana, defendendo uma resolução justa e duradoura para esta crise, na qual todos os israelitas e palestinianos possam concretizar uma visão de uma paz justa, iluminando a dignidade humana, promovendo a segurança e a autodeterminação. para todos.

Rev. Eddy Alemán
Secretário Geral
Igreja Reformada na América

Joyce Ajlouny
Secretário Geral
Comitê de Serviço de Amigos Americanos

Arcebispo Vicken Aykazian
Diretor Ecumênico e Legado Diocesano
Diocese da Igreja Armênia da América (Oriental)

Rev.ª Dra. Sofia Betancourt
Presidente
Associação Unitarista Universalista

Reverendo Bronwen Boswell
Escriturário em exercício da Assembleia Geral
Igreja Presbiteriana (EUA)

O Rev.
Presidente
Conferência dos Anciãos Provinciais, Igreja Morávia na América, Província do Norte

Rev.ª Dra. Mae Elise Cannon
Diretora Executiva
Igrejas para a Paz no Oriente Médio (CMEP)

Stassi Cramm
Presidente
Comunidade de Cristo

O mais Rev. Michael B. Curry
Bispo Presidente e Primaz
Igreja Episcopal

Rev.
Secretário Executivo/CEO
Convenção da Missão Estrangeira Lott Carey

Reverenda Elizabeth A. Eaton
Bispo Presidente
Igreja Luterana Evangélica na América

Roland Fernandes
Secretário Geral
A Igreja Metodista Unida – Junta Geral de Ministérios Globais

John Hill
Secretário geral interino
Igreja Metodista Unida - Junta Geral da Igreja e Sociedade

Padre Lawrence Hayes, (OFM)
Ministro Provincial da Província Nossa Senhora de Guadalupe,
Frades Franciscanos

Irmã Teresa Hougnon, MM
Presidente
Irmãs Maryknoll de São Domingos

Bispo Vashti Murphy McKenzie
Presidente e Secretário Geral
Conselho Nacional de Igrejas (NCC)

Bridget Moix
Secretário Geral
Friends Committee on National Legislation (FCNL)

Scott Murphy
Presidente
Comunidade de Cristo

Reverenda Teresa Hord Owens
Ministro Geral e Presidente
Igreja cristã (Discípulos de Cristo)

Reverendo David Peoples
Presidente
Convenção Batista Nacional Progressista Inc.

Elvira Ramírez
Diretor Executivo Interino
Missionários leigos de Maryknoll

Rev. David Steele
Secretário Geral
Igreja dos irmãos

Dra.
Fundador e Membro do Conselho
Evangélicos 4 Justiça (E4J)

Rev.ª Dra. Karen Georgia Thompson
Ministro Geral e Presidente
Igreja Unida de Cristo (UCC)

Nikki Toyama-Szeto
Diretora Executiva
Cristãos pela Ação Social (CSA)

Sally Vonner
Secretário Geral e CEO
Mulheres Unidas na Fé

Dr. C. Jeff Woods
Secretário Geral
Igrejas Batistas Americanas EUA

Padre Tomás Zain
Vigário geral
Igreja Ortodoxa Antioquina

Rev. Dr. Elijah R. Zehyoue
Co-Director
Aliança dos Batistas

Rev. Juan Zuniga, MM
Secretária-Geral
Pais e Irmãos Maryknoll


Tags