ATUALIZADO: O bispo Prince Singh incentiva a investigação do Título IV depois que os filhos postam alegações de abuso no Facebook

Por Melodie Woerman
Publicado em Jun 21, 2023

O bispo Prince Singh conta às dioceses do leste de Michigan e do oeste de Michigan sobre seu noivado e próximo casamento em uma mensagem de vídeo em 16 de junho. Foto: captura de tela do YouTube

Nota do editor: Esta história foi atualizada em 22 de junho para incluir informações publicadas no site da Diocese de Rochester. 

[Serviço de Notícias Episcopais] O Escritório de Assuntos Públicos da Igreja Episcopal emitiu em 19 de junho declaração pastoral dizendo o Rt. O reverendo Prince Singh, bispo provisório das dioceses de Eastern Michigan e Western Michigan, solicitou uma investigação do Título IV sobre si mesmo depois que seus dois filhos fizeram acusações públicas alegando o histórico de abuso físico, verbal e psicológico de seu pai contra eles e sua mãe, e seu alegado consumo excessivo de álcool.

Um dos filhos de Singh na semana passada aparentemente também apresentou uma queixa por escrito alegando má conduta à Diocese de Rochester, onde Singh serviu anteriormente como bispo, de acordo com um post no site da diocese. site do Network Development Group. A Rota. O Rev. Stephen T. Lane, bispo provisório de Rochester, disse que encaminhou a queixa à Igreja Episcopal.

“A queixa chegou a mim na semana passada e considerei que constituía uma queixa de má conduta, conforme definido pelos cânones disciplinares (Título IV) da Igreja Episcopal”, Lane escreveu.

O Título IV refere-se ao seção dos Cânones da Igreja Episcopal que detalha o processo de investigação e resolução de questões quando um membro do clero é acusado de má conduta.

O bispo presidente Michael Curry e o Escritório de Desenvolvimento Pastoral, liderado pelo bispo Todd Ousley, emitiram a declaração pastoral que foi enviada aos assinantes da lista de e-mail de assuntos públicos. “Tenha certeza de que essas alegações estão sendo levadas a sério e que o bispo Curry esteve em contato com os filhos do bispo Singh e sua ex-cônjuge nos últimos meses”, disse o comunicado.

Ex-sacerdote em Nova Jersey, Singh serviu como bispo da Diocese de Rochester de 2008 até fevereiro de 2022, quando bispo provisório eleito das dioceses de Michigan Oriental e Ocidental. Sua eleição ocorreu após a renúncia do bispo Whayne Hougland em 2021, após um caso extraconjugal.

Singh e sua agora ex-esposa se casaram na Índia, no que aparentemente foi um casamento arranjado entre castas, de acordo com uma carta que Ekalaivan “Eklan” Singh, o mais novo dos dois filhos, compartilhou no Facebook. Jebaroja “Roja” Singh é uma estudiosa feminista dalit do sul da Ásia e leciona na St. John Fisher University em Rochester. Os Singhs se divorciaram em 2021.

Em 16 de junho, Singh enviou um mensagem às suas duas dioceses informando que ele havia se reconectado com um velho amigo do seminário na Índia, eles ficaram noivos em dezembro e planejam se casar em agosto. Esses eventos “criaram algum conflito dentro da minha família, especialmente com meus dois filhos, que estão expressando raiva nas redes sociais e por e-mail”, disse Singh. A mesma mensagem foi publicado aos sites de ambas as dioceses em 20 de junho.

Desde 13 de junho, Nivedhan Singh e Ekalaivan Singh compartilharam postagens e cartas em suas páginas públicas do Facebook e enviaram e-mails detalhando o abuso de seu pai ao longo de 20 anos. Eles dizem que ele culpou a mãe pelo divórcio, enquanto ele próprio ameaçava se divorciar há anos, e que supostamente estava descontente com o sucesso profissional dela.

Os presidentes dos Comitês Permanentes das duas dioceses disseram em 20 de junho afirmação que Singh os manteve informados sobre seus planos em relação ao casamento e o conflito resultante com seus filhos. Eles escreveram juntos: “Vários meses atrás, o bispo compartilhou com os Comitês Permanentes que, depois de saber sobre seu novo relacionamento, seus filhos procuraram o Bispo Presidente expressando mágoa pela dissolução do casamento anterior e algumas dinâmicas familiares internas. Sabíamos que o Gabinete do Bispo Presidente entraria em contato com os meninos e sua ex-esposa para responder pastoralmente. Na última semana, essa situação se intensificou à medida que seus filhos compartilharam suas preocupações de maneira mais ampla.

“Sentimos que o bispo Prince foi transparente conosco ao aumentar essa conscientização e buscar os próximos passos apropriados com nossos processos em toda a igreja… Congratulamo-nos com os próximos passos que devem ser dados e esperamos uma resolução.”

A declaração deles foi acompanhada por uma de Singh, na qual ele disse que as ações de seus filhos foram embaraçosas e extremamente dolorosas. Ele acrescentou: “O divórcio é confuso e o meu não foi exceção. Embora tenhamos nos separado amigavelmente naquela época, não foi sem anos de conflito conjugal e algum tempo gasto em terapia familiar. Não tem sido um processo simples desde então.”

Ele manteve discussões contínuas com Curry, disse ele, junto com os dois presidentes do Comitê Permanente e o chanceler das dioceses e, como resultado, estava pedindo ao escritório do bispo presidente que iniciasse uma investigação do Título IV, que ele chamou de “a maneira apropriada para limpar essas alegações dolorosas.” Ele disse que se ofereceu para passar por avaliações profissionais psicológicas e de álcool. “Ao levar a sério as preocupações de meus filhos, espero que isso mantenha aberta a possibilidade de reconciliação”, acrescentou.

Embora não haja restrições ao seu serviço como bispo, Singh disse que planeja tirar uma semana de folga para as avaliações, bem como passar a semana de 4 de julho em retiro reflexivo.

A declaração pastoral de relações públicas disse que Curry esteve em contato com os filhos de Singh e sua ex-cônjuge nos últimos meses. Ele também disse que o escritório do bispo presidente não pode comentar os casos do Título IV, mas perguntas e preocupações relacionadas a esse assunto devem ser enviadas por e-mail para pbcommasst@episcopalchurch.org.

–Melodie Woerman é escritora freelance e ex-diretora de comunicações da Diocese de Kansas.


Tags