Bispo de Cuba Griselda Delgado del Carpio se aposenta

Postado 4 de abril de 2023

A bispa de Cuba Griselda Delgado del Carpio segura a mão de sua neta enquanto ela e o bispo presidente Michael Curry saem da Catedral da Santíssima Trindade em Havana durante o serviço de 6 de março de 2020, marcando o retorno da Diocese de Cuba à Igreja Episcopal. Foto: Lynette Wilson/Episcopal News Service

[Serviço de Notícias Episcopais] A Rota. A Rev. Griselda Delgado del Carpio, que liderou a Diocese Episcopal de Cuba desde 2010, aposentou-se em 23 de março, segundo informações do Amigos da Igreja Episcopal em Cuba. Ela foi a primeira mulher a servir como bispa diocesana em Cuba e na América Latina.

Delgado foi fundamental no trabalho para o reunificação da igreja em Cuba com a Igreja Episcopal, que aconteceu em 2020, após cinco anos de esforços que incluíram aprovação pela 79ª Convenção Geral em 2018. A reunificação foi celebrada em 6 de março de 2020, Serviço na Catedral da Santíssima Trindade de Havana.

A relação entre a Igreja cubana e a Igreja Episcopal foi rompida em 1966, após a perda das relações diplomáticas entre os dois países após a revolução de 1959 que levou Fidel Castro ao poder.

Delgado, que nasceu na Bolívia em 1955, mudou-se para Cuba em 1982 para frequentar o seminário. Após a formatura, ela permaneceu no país e atuou por 20 anos como reitora da Santa Maria Virgen em Itabo antes de se tornar bispa coadjutora e depois bispa diocesana.

O comitê permanente da diocese serve como autoridade eclesiástica após a aposentadoria de Delgado e supervisionará o processo de eleição do próximo bispo.


Tags