Arcebispo de Canterbury condena profanação 'blasfêmia' de túmulos de Jerusalém

Postado em 4 de janeiro de 2023

[Palácio de Lambeth] O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, condenou a profanação de túmulos cristãos em Jerusalém em 1º de janeiro como "um ato blasfemo".

Mais de 30 sepulturas foram vandalizadas no Cemitério Protestante no Monte Sião, incluindo cruzes quebradas e lápides e ícones quebrados.

Welby disse em um comunicado divulgado em 4 de janeiro:

“A profanação de sepulturas cristãs em Jerusalém é um ato blasfemo. Uno-me ao rabino-chefe e aos líderes religiosos em Jerusalém para condená-lo e espero que os responsáveis ​​sejam levados rapidamente à justiça. Enquanto continuamos a orar pela paz na Terra Santa, estou com o arcebispo Hosam Naoum e outros líderes da igreja de Jerusalém pedindo respeito, proteção, igualdade e justiça para sua comunidade cristã – que são as pedras vivas da igreja”.

Welby frequentemente destaca a situação das comunidades cristãs palestinas na Terra Santa, que ele visitou duas vezes desde que assumiu o cargo em 2013. Escrevendo em conjunto com o arcebispo anglicano em Jerusalém no Sunday Times no último Natal, Welby alertou que a tentativa concertada de grupos radicais marginais de expulsar antigas comunidades cristãs da Terra Santa – combinada com as pressões que enfrentam vivendo sob a ocupação israelense – foi “uma tragédia histórica que se desenrola em tempo real”.


Tags