Os presidentes endossam o plano de encurtar a Convenção Geral para 4 dias, de 8 a 11 de julho, e limitar a participação

Por Egan Millard
Postado em maio 17, 2022
Jennings e Curry

O grupo de design formado pelo Rev. Gay Clark Jennings e o Bispo Presidente Michael Curry lançou seu primeiro conjunto de recomendações para a 80ª Convenção Geral. Foto: Sharon Tillman/Serviço Episcopal de Notícias

[Serviço de Notícias Episcopais] A 80ª Convenção Geral será agora realizada de 8 a 11 de julho em Baltimore, Maryland, encurtada de oito para quatro dias sob uma recomendação do grupo de design encarregado de planejar uma reunião “mais curta, menor e mais segura”, de acordo com uma carta à igreja. enviado em 17 de maio pelo Bispo Presidente Michael Curry e pelo Rev. Gay Clark Jennings, presidente da Câmara dos Deputados.

Além da duração reduzida, o Grupo de Design da Convenção Geral dos Oficiais Presidentes recomendou que a participação seja restrita a bispos, deputados, funcionários essenciais e voluntários e uma presença limitada da mídia, com visitantes geralmente não permitidos. As dioceses seriam convidadas a enviar apenas dois deputados suplentes (um leigo e um clero) e os bispos inativos seriam convidados a ficar em casa. Não haveria sala de exposições e todas as organizações afiliadas à igreja seriam solicitadas a não realizar eventos e recepções em Baltimore durante os dias 8 e 11 de julho.

“Como muitos de vocês, continuamos a lamentar nossa incapacidade de nos reunirmos como uma igreja inteira neste verão”, escreveram Curry e Jennings, reconhecendo que endossaram as recomendações do grupo de design. “Mas mesmo desde a semana passada, quando tomamos a decisão de reduzir a escala da reunião, os casos de COVID-19 e hospitalizações nos Estados Unidos continuaram a aumentar acentuadamente. Apesar de lamentarmos a necessidade de tomar esta decisão, estamos confiantes de que escolhemos o caminho certo.”

A Convenção Geral é o órgão dirigente da Igreja Episcopal. Normalmente se reúne a cada três anos como uma legislatura bicameral que inclui o Câmara dos Deputados e os votos de Casa dos Bispos, composto por deputados e bispos de cada diocese. É também o maior encontro de toda a igreja, reunindo mais de 5,000 participantes. Os 80th A Convenção Geral estava originalmente agendada para julho de 2021, mas foi adiado um ano por causa da pandemia de COVID-19.

Curry e Jennings discutiram pela primeira vez seu plano preliminar para uma Convenção Geral modificada em uma reunião especial do Conselho Executivo realizada na semana passada. Na época, eles disseram que nem o cancelamento nem outro adiamento da Convenção Geral era uma opção viável e nomearam o grupo de design para reduzir o tamanho e a duração da convenção e limitá-la a funções essenciais.

O grupo de design, liderado pelo bispo Sean Rowe e pelo deputado Bryan Krislock, parlamentares em cada uma das respectivas casas, realizou sua primeira de três reuniões agendadas em 17 de maio. Na próxima semana, o grupo de design está programado para desenvolver recomendações sobre protocolos e arranjos COVID-19 para adoração e outros grandes eventos. Na semana de 30 de maio, planeja desenvolver recomendações sobre o processo legislativo, trabalhando com os presidentes das comissões legislativas para priorizar as resoluções que lhes forem atribuídas. Enquanto isso, duas dúzias de comitês de bispos e deputados estão realizando audiências online antes da convenção.

O grupo de design planeja terminar seu trabalho até 31 de maio. Durante a primeira semana de junho, tanto o Comitê Permanente Conjunto de Planejamento e Arranjos quanto o Conselho Executivo se reunirão, permitindo que os presidentes formalizem o novo plano para a Convenção Geral.

“Embora esses planos não sejam oficiais até a primeira semana de junho, temos toda a confiança de que nossos colegas de liderança os receberão bem”, escreveram Curry e Jennings. “Agradecemos aqueles que estão trabalhando incansavelmente para tornar esta Convenção Geral mais segura para todos os que comparecerão e todos que nos receberão em Baltimore. Enquanto os Estados Unidos marcam o marco sombrio de 1 milhão de mortes por COVID-19, pedimos que você ore por todos aqueles cujas vidas foram perdidas e por todos aqueles cujas vidas nunca mais serão as mesmas”.

- Egan Millard é editor assistente e repórter do Episcopal News Service. Ele pode ser contatado em emillard@episcopalchurch.org.


Tags