Nova Rede Anglicana de Saúde e Comunidade é lançada no Dia Mundial da Saúde

Postado 7 de abril de 2021

[Escritório da Comunhão Anglicana] Uma rede oficial recentemente autorizada da Comunhão Anglicana, a Rede Anglicana de Saúde e Comunidade, foi lançada em 7 de abril de 2021, no Dia Mundial da Saúde da ONU. Uma proposta para uma nova rede de saúde anglicana foi endossada por membros do Conselho Consultivo Anglicano em sua reunião trienal em Hong Kong em 2019. Desde então, um pequeno grupo internacional tem trabalhado para desenvolver uma rede, que foi aprovada pelo Comitê Permanente da Comunhão Anglicana no início deste ano.

O arcebispo de Canterbury, o Rev. Justin Welby, e o secretário-geral da Comunhão Anglicana, o Rev. Josiah Idowu-Fearon, aprovaram os três co-convocadores da nova rede. O Rt. O Rev. Michael Beasley, bispo de Hertford na Diocese de Saint Albans, da Igreja da Inglaterra, é um ex-epidemiologista do Imperial College de Londres. Ele tem ampla experiência internacional em questões de saúde, nutrição e desenvolvimento infantil. Em 2019, ele apoiou igrejas na República Democrática do Congo em sua resposta ao Ebola. O Rt. O Rev. Luke Pato, bispo da Namíbia na Igreja da África do Sul, é um campeão de iniciativas nacionais e regionais para a eliminação da malária e um membro líder e defensor da Iniciativa de Malária de Cruzamento da Fronteira da Isdell Flowers com outras dioceses anglicanas na região. Janice Tang é especialista em oncologia médica e professora assistente clínica honorária da Universidade de Hong Kong.

Dando as boas-vindas ao lançamento de hoje da Rede Anglicana de Saúde e Comunidade, o vice-secretário geral da Comunhão Anglicana, Rev. Will Adam, disse: “Por mais de um ano a atenção de todo o mundo tem se concentrado principalmente na saúde e nos cuidados de saúde, à medida que os países em todo o mundo respondem à pandemia COVID-19. E durante esse tempo, o valor e a apreciação que colocamos nos profissionais de saúde também aumentaram, pois reconhecemos corretamente o incrível trabalho árduo que eles realizaram - particularmente aqueles na linha de frente em cuidados intensivos - para apoiar pacientes com coronavírus e outras doenças.

“A nova Rede Anglicana de Saúde e Comunidade - lançada no Dia Mundial da Saúde - apoiará os anglicanos que trabalham em todo o mundo na área da saúde, seja em ambientes clínicos ou na comunidade. Há muito se reconhece que, em muitas partes do mundo, as igrejas estão mais bem posicionadas para alcançar 'a última milha' em comunidades de difícil acesso - seja na disseminação de educação sobre prevenção de doenças ou na organização de clínicas comunitárias.

“E assim, neste Dia Mundial da Saúde, estou muito satisfeito que a nova Rede Anglicana de Saúde e Comunidade esteja se lançando, com o apoio do Comitê Permanente da Comunhão Anglicana, para conectar, preparar e equipar Anglicanos ao redor do mundo para fornecer cuidados de saúde, acompanhar o doente e advogar por cuidados de saúde equitativos, combinando confiança na ciência e esperança em Deus. ”

Beasley, um dos co-convocadores, disse: “Os anglicanos em todo o mundo contribuem amplamente para a saúde e o bem-estar dos lugares onde vivem, trabalham e adoram. Em muitos lugares, isso ocorre por meio de hospitais e centros de saúde. Da mesma forma, é o papel que os anglicanos desempenham como membros confiáveis ​​de suas comunidades, capazes de se envolver com as questões de saúde locais para que soluções e caminhos a seguir possam ser encontrados.

“Como alguém com experiência em saúde pública, fui enormemente encorajado a ver o trabalho que os membros da igreja local e as igrejas estão fazendo em diferentes lugares para contribuir com este trabalho - desde apoiar a saúde mental em minha própria área de Hertfordshire até responder a o surto de Ebola que ocorreu na RDC para apoiar os esforços para eliminar a malária em Angola e em outras partes da África Austral.

“O objetivo da Rede Anglicana de Saúde e Comunidade será permitir que experiências de compreensão e práticas cotidianas como essas sejam compartilhadas, aprendidas, construídas e desenvolvidas. Nossa esperança é que o trabalho dos anglicanos na saúde em todo o mundo possa ser fortalecido e apoiado. ”

Pato, outro co-convocador, disse: “Há um provérbio africano que diz: 'Se você quer andar rápido, caminhe sozinho; mas se você quiser ir longe, caminhe com os outros.

“A decisão da Comunhão Anglicana de iniciar a Rede Anglicana de Saúde e Comunidade confirma este provérbio africano. Uma das muitas lições aprendidas com a pandemia COVID-19 é que precisamos uns dos outros nos níveis local e internacional para nos apoiarmos e trocarmos experiências.

“Precisamos uns dos outros para trocar dados - teológicos, pastorais e espirituais. Não há nada doloroso e incomum na essência e na fibra da igreja como o sofrimento solitário e a morte. Espero sinceramente que esta rede se esforce, entre outras coisas, para atingir esse objetivo. ”

Mais informações sobre a nova Rede Anglicana de Saúde e Comunidade podem ser encontradas no site da Aliança Anglicana: www.anglicanalliance.org; ou entrando em contato com a coordenadora do AHCN, Sally Smith, por e-mail: mailto: ahcn@anglicancommunion.org.


Tags