Arcebispos de Canterbury, Westminster alertam contra a anexação da Cisjordânia

Publicado em Jun 17, 2020

O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, e o cardeal arcebispo de Westminster, Vincent Gerard Nichols, escreveram ao embaixador israelense no Reino Unido, Mark Regev, e ao primeiro-ministro Boris Johnson, expressando sua oposição a qualquer movimento do governo de Israel de anexar o território da Cisjordânia depois de 1º de julho.

Essas cartas seguiram a recente advertência dos líderes das igrejas na Terra Santa de que a anexação proposta pelo governo de Israel do território da Cisjordânia "traria a perda de qualquer esperança remanescente para o sucesso do processo de paz" (Vejo ACNS Resumo semanal em 12 de maio de 2020).

Em cada carta, eles deixaram claro que "apóiam inequivocamente o direito fundamental dos cidadãos de Israel de viver em paz e segurança, mas essas perspectivas só podem ser garantidas por meio de negociação, em vez de anexação".

É essencial que israelenses e palestinos vivam sem violência ou sem ameaças de violência mútua ou de outros grupos armados, enfatizaram o cardeal e o arcebispo.


Tags