Margaret Swinson eleita vice-presidente do Conselho Consultivo Anglicano

O Conselho também escolhe cinco representantes para o Comitê Permanente da comunhão

Por Mary Frances Schjonberg
Postado 18 de abril de 2016
Margaret Swinson, membro leigo da Igreja da Inglaterra, foi eleita em 18 de abril por aclamação para ser a próxima vice-presidente do Conselho Consultivo Anglicano. Foto: Mary Frances Schjonberg / Episcopal News Service

Margaret Swinson, membro leigo da Igreja da Inglaterra, foi eleita em 18 de abril por aclamação para ser a próxima vice-presidente do Conselho Consultivo Anglicano. Foto: Mary Frances Schjonberg / Episcopal News Service

[Episcopal News Service - Lusaka, Zâmbia] O Conselho Consultivo Anglicano em 18 de abril elegeu Margaret Swinson, membro leigo da Igreja da Inglaterra, por aclamação para ser sua próxima vice-presidente.

Swinson, que não teve oposição, sucederá Elizabeth Paver, um membro leigo da Igreja da Inglaterra.

Swinson, contadora oficial da Diocese de Liverpool, trabalha meio período como secretária de empresa com responsabilidade pela governança corporativa, segundo ela biografia de nomeação. Ela também trabalha em consultório particular.

Ela se juntou ao ACC em sua reunião de 2012 em Auckland e é membro do Sínodo Geral da Igreja da Inglaterra desde 1985, tendo passado 11 anos presidindo debates. Swinson também fez parte do eventualmente esforço de sucesso permitir que mulheres sejam ordenadas e consagradas bispos na Igreja da Inglaterra.

Swinson se juntará ao arcebispo e primaz de Hong Kong Paul Kwong, o recém eleito Presidente do ACC, para formar a liderança do conselho no encerramento desta reunião. Os termos de Kwong e Swinson durarão até o fechamento do ACC19. O conselho normalmente se reúne a cada três a quatro anos.

O conselho também elegeu cinco representantes para o Comitê Permanente da comunhão. Eles estão:

  • Bispo Jane Alexander da Diocese de Edmonton, Igreja Anglicana do Canadá
  • Alistair Dinnie, Igreja Episcopal Escocesa
  • Jeroham Melendez, Igreja Anglicana da Região da América Central
  • O Rev. Nigel Pope, Igreja do Norte da Índia (Unida)
  • Bispo de Nairóbi Joel Waweru, Igreja Anglicana do Quênia

Onze membros do ACC concorreram à eleição como membros do Comitê Permanente. Os outros indicados foram:

  • O Rev. Bartholomayo Bol Deng, Província da Igreja Episcopal do Sudão do Sul e Sudão
  • Bispo Nicholas Drayson da Diocese do Norte da Argentina, Igreja Anglicana da América do Sul
  • O Ven. Sepiuta Camellia Hala'api'api, Igreja Anglicana em Aotearoa, Nova Zelândia e Polinésia
  • Arthur Morris Tendayi Mutsonziwa, Igreja da Província da África Central
  • Shunila Ruth, Igreja do Paquistão (Unida)
  • O Ven. Yossa Way, Igreja Anglicana do Congo

O Bispo Eraste Bigirimana da Igreja Anglicana do Burundi e Louisa Lette-Mojela, membro leigo da ACC da Igreja Anglicana da África Austral, continuarão seus mandatos no Comitê Permanente.

O Comitê Permanente é um Grupo de 14 membros (15, se estiver presente o Arcebispo de Canterbury, visto que é membro ex officio, além de ser seu presidente). Sete de seus membros são eleitos pelos membros do ACC e cinco são membros do Comitê Permanente dos Primazes. Os outros dois membros são o presidente e o vice-presidente do ACC. O comitê é o braço executivo do Conselho Consultivo Anglicano, encarregado de fazer seu trabalho avançar entre as reuniões.

A 16ª reunião do Conselho Consultivo Anglicano na Catedral de Santa Cruz começou em 8 de abril e fecha em 19 de abril.

Leia mais sobre isso

O histórico do ACC está aqui.

A cobertura ENS contínua do ACC está aqui.

A Página de notícias da Câmara dos Deputados também está postando histórias sobre a reunião.

Tweeting está acontecendo com #ACCLusaka.

- A Rev. Mary Frances Schjonberg é editora / repórter do Episcopal News Service.


Tags