Canadá: Assembleia conjunta aplaude primeira Bíblia Inuktitut

Por Leigh Anne Williams
Postado Jul 8, 2013
O reitor Jonas Allooloo de Iqualuit fala à Assembleia Conjunta sobre a criação da primeira Bíblia Inuktitut. Foto: Art Babych, Jornal Anglicano

O reitor Jonas Allooloo de Iqualuit fala à Assembleia Conjunta sobre a criação da primeira Bíblia Inuktitut. Foto: Art Babych, Jornal Anglicano

[Jornal Anglicano] Os membros da Assembléia Paritária ouviram notícias do norte do Canadá em sua reunião de 5 de julho e comemoraram a primeira tradução inuktitut da Bíblia, publicada no ano passado.

Terry Audla, presidente da organização nacional Inuit Inuit Tapiriit Kanatami, disse que está surpreso com o pouco que a maioria de seus compatriotas canadenses sabem sobre o norte.

Os Inuit estão assumindo o controle de suas terras por meio de novos acordos abrangentes de reivindicação de terras, disse ele. “Protege nosso modo de vida no sentido de que ainda podemos caçar e conservar a vida selvagem da qual contamos em parceria com o governo e também de podermos ser parceiros em grandes projetos, o que significa que somos funcionários e empregadores. ”

Apesar desses desenvolvimentos, Audla também falou sobre as lutas contínuas com moradias superlotadas, contaminação da vida selvagem e de seu habitat e altas taxas de suicídio. Ele recomendou que os canadenses que desejam se envolver mais com as comunidades inuítes se tornem mais bem informados sobre o Ártico e o modo de vida inuíte.

O cônego Jonas Allooloo, reitor da catedral de Iqaluit, subiu ao palco para contar aos membros da assembléia sobre a primeira tradução da Bíblia para o inuktitut, uma tarefa imensa que começou em 1978.

Allooloo fez parte de uma equipe de quatro tradutores, incluindo o Bispo Benjamin Arreak, o Bispo Andrew Atagotaak e o Rev. Joshua Arreak, que trabalhou com tradutores na Sociedade Bíblica Canadense. Allooloo disse que eles foram escolhidos em parte porque o inuktitut é sua língua materna. Os tradutores da Sociedade Bíblica reconheceram, disse ele, que embora os de fora possam aprender a língua, “é muito difícil para eles pensar como inuítes”.

Mesmo com os esforços combinados da equipe, “foi uma longa e difícil estrada, terminar a Bíblia”, disse Allooloo. “Trinta e quatro anos é muito tempo.” O Novo Testamento foi publicado em 1991, e a Bíblia completa com o Antigo Testamento em 2012. Ele observou que uma edição digital para download também está disponível.

Os cristãos inuit receberam a Bíblia com grande alegria. Allooloo disse que uma mulher chorou, dizendo que sempre desejou uma Bíblia em sua própria língua. Ele observou que 2,000 Bíblias com capa de couro se esgotaram em um dia.

“Foi um privilégio para mim fazer isso por meu povo”, disse ele. Allooloo acrescentou que esta é uma forma importante de manter vivas as línguas aborígenes e exortou outros povos indígenas na assembleia a traduzir a Bíblia para as suas línguas.


Tags